Vuelta a España – Etapas 1-3

Primeira etapa – Ataque ítalo-cazaque

No último sábado (25/08) a 68ª edição da Vuelta a España teve início com um contra-relógio por equipes na região da Galícia, no noroeste do país. As equipes partiram de uma batea, que é uma plataforma usada na criação de mariscos/ostras, e enfrentaram um trajeto de 27,4km entre Vilanova de Arousa e Sanxenxo.

A Astana, do favorito Vincenzo Nibali, ficou à frente da RadioShack e Omega Pharma, que contavam com dois dos mais importantes contra-relogistas do mundo, Fabian Cancellara e Tony Martin, respectivamente. Janez Brajkovic, companheiro de Nibali, cruzou a linha de chegada à frente e foi o primeiro a vestir a camisa vermelha de líder no geral. Joaquim Rodriguez (Katusha), outro dos favoritos, perdeu quase um minuto.

Resultados

Segunda etapa – Favoritos pipocando

Diferente do Tour, que normalmente deixa as montanhas para o final da primeira semana em diante, já na segunda etapa da Vuelta os ciclistas tiveram uma chegada em montanha de 1ª categoria, no Alto do Monte da Groba, de 11km a 5,6%.

Nomes importantes como Samuel Sanchez (Euskaltel), Sergio Henao (Sky) e Carlos Betancur (Ag2R) foram alguns dos que ficaram pelo caminho, perdendo minutos importantes devido ao forte ritmo imposto pela Movistar. No caso de Betancur, ele chegou no gruppeto, a quase 10 minutos de Nicolas Roche (Saxo), vencedor do dia. Brajkovic também foi deixado para trás e Nibali vestiu a 2ª camisa de líder no geral.

Resultados

Terceira etapa – O que é que há, velhinho?

Depois da montanha da segunda etapa, mais uma chegada em subida, porém apenas um morro de 4km a cerca de 5-6%.

Próximo ao final os ventos do Atlântico e algumas quedas espalharam o caos no pelotão, com a Movistar ditando o ritmo contra Bauke Mollema (Belkin), que havia ficado num dos grupos atrás, devolvendo o que fizeram com Alejandro Valverde durante o Tour. Eventualmente o pelotão se reuniu novamente e Chris Horner (RadioShack) aproveitou um momento de hesitação entre os líderes para se isolar na frente e conquistar sua primeira vitória em uma grande volta aos 41 anos, além de vestir a 3ª camisa vermelha desta edição. Valverde e Rodriguez completaram o pódio, buscando recuperar o tempo perdido para Nibali.

Resultados

Classificações

Geral:

  1. Christopher Horner (USA) RadioShack Leopard    09:37:40
  2. Vincenzo Nibali (Ita) Astana Pro Team    00:00:03
  3. Nicolas Roche (Irl) Team Saxo-Tinkoff    00:00:11
  4. Haimar Zubeldia Agirre (Spa) RadioShack Leopard    00:00:13
  5. Robert Kiserlovski (Cro) RadioShack Leopard    00:00:23
  6. Alejandro Valverde Belmonte (Spa) Movistar Team    00:00:24
  7. Rigoberto Uran Uran (Col) Sky Procycling    00:00:25
  8. Rafal Majka (Pol) Team Saxo-Tinkoff    00:00:35
  9. Daniel Moreno Fernandez (Spa) Katusha    00:00:44
  10. Roman Kreuziger (Cze) Team Saxo-Tinkoff    00:00:45

Pontos

  1. Nicolas Roche (Irl) Team Saxo-Tinkoff    32pts
  2. Alejandro Valverde Belmonte (Spa) Movistar Team    32
  3. Christopher Horner (USA) RadioShack Leopard    28

Montanhas

  1. Nicolas Roche (Irl) Team Saxo-Tinkoff    10pts
  2. Daniel Moreno Fernandez (Spa) Katusha    6
  3. Domenico Pozzovivo (Ita) AG2R La Mondiale    4

Combinação (a soma das classificações dos ciclistas no Geral, Pontos e Montanhas. Quanto menor, mais bem colocado.)

  1. Nicolas Roche (Irl) Team Saxo-Tinkoff    5
  2. Christopher Horner (USA) RadioShack Leopard    8
  3. Alejandro Valverde Belmonte (Spa) Movistar Team    14

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s