A semana no World Tour – 12 a 17 de Agosto

Times de 2014 continuam ganhando forma.

Entre as transferências e renovações que aconteceram durante a semana, o campeão italiano Ivan Santaromita levará a maglia tricolore da galáctica BMC para popular Orica-GreenEDGE em 2014. A mesma BMC por sua vez recebe Peter Stetina, vindo da Garmin-Sharp. Laurens Ten Dam, top 10 no Tour, renovou com a Belkin. Além das transferências, a Euskaltel-Euskadi dispensou o marroquino Tarik Chaoufi, citando dificuldades de adaptação à vida longe de casa.

Eneco Tour

Na segunda-feira tivemos a 1ª etapa da Eneco Tour, vencida por Mark Renshaw (Belkin), que ainda abriu 2 segundos para o pelotão. Na etapa seguinte, Arnaud Demare (FDJ) prevaleceu na rampa da chegada, também abrindo uma boa vantagem e assumindo a liderança no geral. Na 3ª etapa a Lotto vinha com um trem bem formado para André Greipel até que seu lead out Jurgen Roelandts não percebeu que o alemão havia ficado para trás e acabou ajudando Zdenek Stybar (Omega), ex-bicampeão mundial de ciclo-cross. Na etapa seguinte, a Lotto se redimiu levando Greipel à vitória. Lars Boom (Belkin), vencedor da edição de 2012, assumiu a liderança.

A 5ª etapa foi um contra relógio curto, de apenas 13km, mas com muitas curvas e obstáculos. Sylvain Chavanel (Omega), campeão francês de contra-relógio, venceu e se aproximou de Boom na classificação geral. Favorito antes da etapa, Bradley Wiggins (Sky) foi apenas o 5º colocado. Na ondulada 6ª etapa, que atravessou algumas vezes o morro de La Redoute, também presente na Liege-Bastogne-Liege, David Garcia Lopez (Sky) venceu e o jovem Tom Dumoulin (Argos), de apenas 22 anos, assumiu a liderança no geral.

Na última etapa, com várias passagens pelo Kapelmuur, tradicional subida de paralelepípedos do Tour de Flandres, nova vitória de Stybar, que conseguiu abrir uma boa vantagem de Dumoulin e conquistar sua maior vitória. Em Abril ele foi o 6º colocado na Paris-Roubaix, mesmo após ser derrubado após bater na câmera de um torcedor

Contagem regressiva para a Vuelta a España

No próximo sábado, 24, começa a 68ª edição da Vuelta a España, a mais nova das grandes voltas. Serão 3.319km em 21 estágios, incluindo o temido Alto de L’Angliru, montanha em que Juan Jose Cobo atacou Froome e vestiu a camisa vermelha de líder, que levaria até o final. Um percurso duríssimo espera os ciclistas, com 8 estágios considerados de montanha. No vídeo a seguir, a prévia do Global Cycling Network sobre os principais ciclistas que participarão.

Entre os participantes, Adam Hansen (Lotto) está confirmado e vai tentar completar sua 7ª(!) grande volta consecutiva, tendo iniciado a série na Vuelta de 2011 e como ponto alto a vitória na 7ª etapa do Giro de 2013. Ok, outro ponto alto também foi a subida no Alpe d’Huez neste ano…

 

Froome sobre doping, Wiggins, a vida, o universo e tudo mais

Chris Froome, vencedor do Tour de France, deu uma entrevista a Nick Harris, do Daily Mail. Entre outras coisas, ele comentou sobre a possibilidade de ciclistas que forem pegos em casos claros de doping, como EPO ou transfusões, e não casos leves como os possíveis de contaminação, serem banidos perpetuamente do esporte ao invés dos atuais 2 anos. Sobre Bradley Wiggins, a noiva de Froome afirma que ele não ligou para dar os parabéns ainda. Froome afirma que não se vê como rival de Wiggins, mas também não se vê como amigos. Apenas como colegas de equipe que precisam trabalhar ocasionalmente juntos. Nas palavras dele, “se tivermos uma rota com contra-relógios em dias alternados, então 100% da equipe trabalharia para Wiggins”.

Mais complicações para McQuaid

No imbróglio da candidatura do atual presidente Pat McQuaid, o irlandês acusou o adversário Brian Cookson, da federação britânica, de usar a estrutura de sua federação na sua candidatura. Porém durante a semana surgiu a informação que funcionários da cúpula da UCI ajudaram a redigir a controversa proposta apresentada pela Malásia, que altera as regras da eleição e permitiria McQuaid concorrer a um novo mandato.

Equipe brasileira no mundial

A equipe brasileira Funvic Brasilinvest-São José dos Campos está em 2º lugar no Ranking Americano de ciclismo e está entre as equipes que podem ir para o mundial de contra-relógio por equipes, em Florença, no final de Setembro. Na prova de corrida de estrada, o Brasil tem direito a mandar 3 atletas. Em 2005 Murilo Fischer (FDJ.fr) conseguiu um ótimo 5º lugar.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s