A primeira queda a gente nunca esquece… ou esquece?

Não que eu nunca tenha caído de bicicleta. Pelo contrário, quando criança caía muito. Mas hoje tive a primeira queda nessa nova fase, depois de ter voltado a pedalar em Outubro de 2012.

Inspirado pelo Tour de France e pelos desafios propostos pelo MapMyRide, saí para pedalar pela ciclovia de Boa Viagem depois de algumas semanas parado por causa da chuva. A idéia era todo dia fazer 25% da distância percorrida no Tour, o que iria variar entre 6,25km no dia mais curto e 60km no dia mais longo. A média para os 21 dias seria 40km. Algo perfeitamente possível, mas bastante ambicioso para quem percorria apenas menos de 20k regularmente.

Após passar pela ciclovia no Pina, próximo ao RioMar em direção à ciclovia do Shopping, olhei para o lado direito para ver se vinha algum carro descendo pela alça de acesso da ponte Paulo Guerra. Não vinha, e acho que muito agressivamente virei para a direita e fui direto para o meio-fio. Daí só me lembro do começo da queda.

Quando alguém bate a cabeça e fala que não lembra como algo aconteceu, essa pessoa não está brincado. Após o começo da queda eu só lembro de estar pedalando pela ciclovia do lado do RioMar e só percebi os arranhões ao olhar para a mão e o joelho direito. A lembrança da queda parecia apenas como ter acordado de um sonho/pesadelo. Não lembrava/lembro de nada entre a queda e estar pedalando. Ao colocar a mão no capacete, em cima da têmpora direita, percebi que estava arranhado. Ou seja, o capacete se pagou. Até voltar para o trânsito normal, a sensação era justamente como se tivesse acordado naquele momento e estivesse em cima da bicicleta.

Voltando pela ciclovia da praia, aos poucos fui tentando relembrar e fazendo um checkup de memória. Ao chegar em casa, acabei assustando minha esposa, como já previsto. Olhando os logs do treino, no trecho em que cai eu fui apenas 1 minuto mais lento que o normal. Ou seja, provavelmente apenas caí, levantei e o cérebro demorou um pouco a registrar novas memórias.

Resumo da ópera: Joelho direito ralado em dois lugares, parte exterior da mão direita ralada, contusão no ombro direito e no “osso da bochecha” direita e cabeça doendo um pouco. De qualquer forma, ficar de molho por uns dias e monitorar os sintomas.

2 comentários sobre “A primeira queda a gente nunca esquece… ou esquece?

  1. graças a deus filho nada de grave te aconteceu. realmente deus é fiel!!!!!!!!!!!!A palavra diz que ele nos cerca por todos os lados. se cuide. lhe amo Bjs!!!!!!!!!!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s